Blog, Investimento em imóveis, Mercado Imobiliário, Notícias

Projeções para o Setor Imobiliário Brasileiro em 2024

07/02/2024

O setor imobiliário desempenha um papel crucial na economia brasileira, influenciando a dinâmica entre a oferta e demanda de residências, escritórios e diversas outras categorias de propriedades. As projeções para este mercado são sensíveis a uma ampla gama de fatores, incluindo aspectos econômicos, sociais e ambientais.

No período de 2020 a 2022, o setor imobiliário brasileiro experimentou flutuações significativas devido à pandemia de COVID-19 e as mudanças políticas no país. Como já é conhecido, o investimento em imóveis é considerado uma opção segura, e a repercussão da pandemia global levou muitos investidores a redirecionarem seus recursos de investimentos menos seguros para o mercado imobiliário, resultando em um notável crescimento de 12,8% na venda de imóveis.

Para o ano de 2024, alinhado com a trajetória de crescimento observada nos anos anteriores, o setor imobiliário brasileiro apresenta projeções otimistas, sustentadas por diversos fatores que detalharemos a seguir:

Fatores que Impulsionam o Setor Imobiliário

Taxa Selic

A Taxa Selic, que é a taxa de juros básica da economia, afeta as taxas de juros dos empréstimos, financiamentos e investimentos financeiros. A previsão é que a taxa diminua em 2024, atingindo 9,25% ao ano no final do ano. Essa tendência de queda da taxa Selic tende a beneficiar o setor imobiliário, pois reduz o custo do crédito imobiliário e estimula a atividade econômica.

Baixa inflação

A inflação, que é o aumento dos preços de produtos e serviços, afeta o poder de compra dos consumidores e o custo de produção das empresas, interferindo na economia doméstica e macroeconomia.  

A inflação no Brasil é medida principalmente pelo IPCA e pelo INPC, índices produzidos pelo IBGE, podendo variar bastante ao longo do tempo. Por exemplo, em 2021, o Brasil enfrentou uma inflação oficial muito acima da meta definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), de 5,25%. O IPCA apresentou alta de 0,73% em dezembro, acumulando um aumento de 10,06%. Para 2024, a meta de inflação é de 3%. 

Uma inflação controlada é essencial para o setor imobiliário, pois mantém o poder de compra dos consumidores e aumenta a confiança dos agentes econômicos. 

Novos Padrões de Consumo

As mudanças nos padrões de consumo e nas preferências dos consumidores, influenciadas por fatores como a pandemia, a digitalização, a mobilidade e a sustentabilidade, afetam a demanda por diferentes tipos de imóveis, como residenciais, comerciais, industriais e logísticos.

A pandemia acelerou a adoção do trabalho remoto, do comércio eletrônico e do delivery, causando um aumento da demanda por residências mais espaçosas, confortáveis e bem localizadas, e por imóveis logísticos próximos aos centros urbanos. Por outro lado, a demanda por imóveis comerciais, como escritórios e lojas, diminuiu, visto que muitas empresas optaram por fechar seus escritórios.

Sustentabilidade e Meio Ambiente

A sustentabilidade e o meio ambiente são temas cada vez mais relevantes para o setor imobiliário, pois afetam a reputação e a competitividade do setor. Os consumidores estão mais conscientes e exigentes em relação à qualidade e à origem dos produtos e serviços que consomem e isso também está se tornando um fator decisivo na hora de buscar um imóvel.

Os investidores também estão mais atentos aos critérios ambientais, sociais e de governança (ESG, na sigla em inglês) das empresas e dos projetos que financiam, e cobram mais transparência e comprometimento com as boas práticas.

O setor imobiliário precisa incorporar a sustentabilidade e o meio ambiente em suas estratégias, processos e produtos, adotando medidas como a redução das emissões de gases de efeito estufa, o uso de energias renováveis, a gestão de resíduos, a certificação ambiental, a inclusão social e a governança corporativa.

Em resumo, o setor imobiliário brasileiro apresenta perspectivas muito positivas para 2024! 

A queda da taxa Selic, a inflação controlada, os novos padrões de consumo e a crescente importância da sustentabilidade e do meio ambiente são elementos que contribuirão para um setor imobiliário robusto e dinâmico em 2024. Com a adaptação contínua às mudanças do mercado e a implementação de práticas inovadoras e sustentáveis, o setor imobiliário brasileiro tem o potencial de prosperar de forma muito importante neste ano!

Compartilhe este post

Veja mais conteúdos

Blog

Conheça um pouco mais sobre a ARV e o que ela pode fazer por você!

21/05/2024
ARV Construtora, Blog, Florianópolis

Saco dos limões: um bairro que você precisa conhecer

17/05/2024
Blog

Explorando a Gastronomia e Atrativos de Santo Antônio

30/04/2024

Investimentos Finalizados

Investimentos em Andamento